O amor ao dinheiro

amoraodinheiro

“Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males. Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram com muitos sofrimentos.” 1 Timóteo 6.9,10 NVI

Amor ao dinheiro pode ser caracterizado de algumas maneiras:

  • Trabalhar exaustivamente para obtê-lo, onde apenas o êxito torna-se o âmago da vida;
  • Esquecer-se de prioridades essenciais, como o vínculos com pessoas;
  • Não se alegrar com o progresso financeiro de colegas, amigos ou familiares;
  • Desejos descontrolados: compras compulsórias, viagens, entretenimentos excessivos;
  • Não contentar-se com conquistas realizadas.

Se não há compaixão por pessoas, há algo muito errado. Saber qual é a essência de viver é um antídoto para fugir das ilusões diversas e vazias que são propostas a todos os peregrinos nesta vida. O “vale tudo” para obter dinheiro ou crescimento na carreira indicam que a mente e o coração necessitam de ajuda, equilíbrio, Deus.

Se há muito dinheiro, compaixão por pessoas, caridade e muitos atos de bondade, mas ainda sim existir um vazio, apenas o Deus das Escrituras Sagradas, Bíblia, poderá preencher a sua vida.

Categoria: Cristianismo / Amor ao dinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *